Depressão Pós-Parto

depressaoposparto

O QUE É

A depressão pós-parto (DPP) é uma forma de depressão que afeta mulheres após terem dado a luz a um bebê. Estima-se que cerca de 60% das novas mães passam por uma forte melancolia após o parto conhecida internacionalmente como baby blues. No Brasil cerca de 40% desenvolvem depressão sendo que 10% apresentem a sua forma mais severa.

Recomenda-se que uma psicoterapia seja iniciada o mais rápido possível.

É comum que pais também tenham sintomas de depressão em 25,5% dos casos. O Edinburg PostNatal Depression Scale (EPDS) pode ser usado para identificar a presença da DPP.

CAUSAS

A depressão pós-parto, assim como a maioria dos transtornos psicológicos, tem como causas fatores biológicos, psicológicos e sociais. Caso a mãe já apresente depressão antes do parto é provável que ocorra seu agravamento. As grandes alterações hormonais durante a gravidez e a diminuição após o parto são um dos principais responsáveis porém existe uma clara relação entre o suporte social principalmente do parceiro e família, do planejamento da gravidez, de problemas de saúde da criança, dificuldade em voltar ao trabalho, dificuldade sócio-econômica e estado civil com a presença e gravidade da depressão.

No Brasil estudos nacionais tem encontrado uma prevalência por volta de 40%, enquanto a americana de 60%.

SINTOMAS

  • Tristeza
  • Desesperança
  • Baixa auto-estima
  • Culpa
  • Anedonia
  • Distúrbios de sono
  • Distúrbios na alimentação
  • Cansaço e falta de energia
  • Desinteresse sexual
  • Baixa auto-estima
  • Aumento na ansiedade
  • Irritabilidade
  • Sentimento de incompetência
  • Isolamento social

TRATAMENTO

Pode ser tratada com Inibidor seletivo de recaptação de serotonina porém como a maioria dos anti-depressivos passam para o leite materno é necessário o uso de substitutos adequados. Logo a psicoterapia é o tratamento mais recomendado. Para mães que preferem resultados mais rápidos a terapia cognitivo-comportamental e a terapia analítico-comportamental demoram por volta de 6 meses.

Uma alimentação adequada, rica em Omega 3 e sais minerais, e exercícios também são importantes para melhorar o humor e a saúde em geral.

Comentários

Deixe seu comentário